Deve-se bater no cão quando fizer algo errado? Novo convênio com estacionamento

Cunhada em ouro, versão limitada da Medalha do ÔM já está disponível

emos um objeto muito especial em nossa escola. Acaba de chegar uma versão lindíssima da Medalha do ÔM, cunhada em ouro 18 quilates. Esta Medalha também tem como diferencial a escrita, em Sanskrito, das informações “Swásthya”, “Yôga” e “Sri DeRose”, outra raridade, pois a elaboração dos produtos atuais já não adota a língua antiga como referência.

O processo de cunhagem e elaboração da Medalha é artesanal e passou pela aprovação direta do Sistematizador DeRose. A edição é limitada, por isso há pouquíssimas unidades disponíveis no Paraná.

A simbologia da Medalha do ÔM tem como principal referência a conexão com o inconsciente coletivo da nossa linhagem por meio de dois caminhos: a sílaba ÔM, impressa na parte da frente, e o Ashtánga Yantra, símbolo do SwáSthya Yôga, impresso no verso. A sílaba ÔM é traçada em alfabeto dêvanágarí e este traçado é o mais antigo, mais ancestral, de que se tem notícia. Por esta antiguidade, o ÔM traçado na Medalha utilizada por praticantes da nossa escola, traz consigo uma forte sintonia com uma das maiores e mais poderosas correntes de força, poder e energia da Terra. O ÔM é o som do Universo, o mais poderoso mantra e símbolo universal do Yôga. Já o Ashtánga Yantra (símbolo do SwáSthya Yôga – o mais antigo e autêntico) remonta às mais arcaicas culturas da Índia e do Planeta. Representa um escudo de proteção lastreado em arquétipos do inconsciente coletivo.

Em nossa egrégora, a utilização da Medalha do ÔM tem mais um significado. Sempre que ela estiver à mostra em um local público, outro praticante poderá reconhecê-lo e ali estabelecer mais um vínculo de amizade, de companheirismo, características tão marcantes em nosso circulo de convivência.

Toda a simbologia e a utilização arquetípica da Medalha do ÔM estão, portanto, preservadas em um material ainda mais duradouro que poderá tornar-se inclusive uma joia de família.

 

Escrito por: Fabiula Blum

About Alto da XV
Related Posts
  • All
  • By Author
  • By Category

Leave a Reply

Your email address will not be published.